Cabeceira Boggs 2 lugares Sorocaba

Cabeceira Boggs 2 lugares Sorocaba

Cabeceira Boggs 2 lugares

Cabeceira Boggs

Orçamento Cabeceira Boggs

Principais Capitais: -
Sorocaba e região: (15) 3325-4681 Atendimento WhatsApp (15) 99665-3429

Formulário de orçamento rápido!


Fabricação sob medida Cabeceira Boggs Dicas

Tecidos fazem toda diferença na decoração de uma casa, pois trazem aconchego. Desde o uso deles em cortinas como em estofados e roupas de cama. Eles também ajudam a renovar sua casa de forma rápida e prática.

Aposto que você já ficou perdido na hora de comprar seus tecidos. São diversos preços, usos, cores e estampas. O que combina com que? Será que esse serve pra cortina ou pra sofá? Seus problemas acabaram, pois vamos dar as dicas que você precisa para comprar tecidos.

Sofás, cadeiras, pufes, banquetas… todos temos algum (ou alguns) deles que precisam ganhar um sopro novo de vida, não é? A solução é simples: achar um tipo que se adeque às necessidades e, ao mesmo tempo, às possibilidades do bolso no momento.


CUSTO BENEFÍCIO

Chenille: Tecido firme, bastante macio ao toque e muito utilizado em decoração devido à beleza e textura das suas fibras. Lembre-se apenas que ele precisa de limpeza frequente: o pó se acumula em seus vincos.

Suede: é a camurça sintética. É confortável e tem um bom preço. Esse tecido moderno é fácil de limpar, pois não tem trama aparente. Porém, ocorrendo acidentes com líquidos, ele pode ficar manchado. O ideal é que sejam impermeabilizados. Se você mora em um local que faz muito calor, não é indicado para sofá.

Sintéticos: super-resistentes e muito fáceis de limpar. Como são naturalmente impermeáveis, são aconselhados para casas onde há pessoas alérgicas e com animais domésticos. Geralmente são de poliéster. Se ele for mesclado, com pouca porcentagem, não tem problema.


CHIQUES E RESISTENTES

Jacquard: mais resistente entre os tecidos para estofados. Ao contrário do chenille, sua trama fechada não acumula resíduos e a limpeza é fácil. Transmite a sensação de luxo, requinte e beleza.

Veludo: frequentemente associado à classe e elegância, veludos são mais considerados em locais frios, ótimos para quando o conforto precisa vir acompanhado de um caloroso abrigo para os dias gelados.

Couro natural: apesar do preço mais salgado, móveis com esse tecido são para a vida toda, ganhando um charme a mais conforme o tempo passa.


LINDOS, CHIQUES PORÉM FRÁGEIS

Linho: de propriedades antialérgicas, boa permeabilidade e sustentabilidade ecológica. Capacidade de manter a sua aparência inalterada após anos de uso e tende a manter a sua cor mesmo após sucessivas lavagens, porém é preciso tomar cuidado para não encolher. Existem linhos mesclados à outros materiais que ajudam a diminuir o preço.

Seda: ideal que seja dublada– tecido embaixo para encorpar. Como mancha facilmente, não são nem um pouco resistentes e custam bastante caro, é recomendado apenas para lugares sofisticados e de pouco uso.


BARATOS E PRÁTICOS

Corano: com praticamente o mesmo efeito do couro natural, é uma alternativa se você não quer gastar muito, apesar de ser menos durável. Possuem uma ótima aparencia, portanto pode-se colocar em assentos de cadeira, pois são pequenos pedaços de tecido e não passam aquele ar de falso.

Sarja: um dos tecidos mais agradáveis para combinar elegância, refrescância e conforto. É maleável e resistente, além de tender a não absorver sujeiras.

A cama tradicional normalmente é fabricada em aço ou madeira e já possui pés e cabeceira. Além disso, a estrutura acomoda o colchão em seu interior. Sendo assim, ela precisa ser maior do que o colchão, o que ocupa um maior espaço no quarto.

A moderna cama box é uma opção que economiza espaço, visto que sua estrutura tem as mesmas dimensões do colchão. Além disso esse modelo não conta com cabeceira, possibilitando que a escolha seja personalizada e de acordo com a decoração do quarto.

Desde que as camas box conquistaram o mercado, algumas pessoas acreditaram que não seria necessário adquirir uma cabeceira. Porém, ela é fundamental não só para o aspecto decorativo, mas também pelas suas funções.

A cabeceira protege a parede localizada atrás da cama de manchas e arranhões e serve de apoio na hora de ler, por exemplo. Em alguns casos as cabeceiras podem até ser usadas como organizadores, visto que alguns modelos têm gavetas ou prateleiras, o que é interessante para pessoas que têm pouco espaço no quarto e precisam aproveitar todos os cantinhos.

Sem dúvidas o tamanho do colchão influencia na escolha da cabeceira. Afinal, nas camas box, modelos em que é possível escolher o modelo de cabeceira preferido, o colchão tem a mesma dimensão que a estrutura.

Para escolher o modelo correto é imprescindível medir a largura da cama e optar por uma cabeceira que seja no mínimo de seu tamanho exato. Também pode-se comprar um modelo que seja maior em comprimento que o box da cama para que seja criado um alinhamento com folga.

Estabeleça um orçamento! Existem diversos tipos de cabeceiras, cada uma com seu preço, qualidade e estilo. É por esse motivo que inicialmente é preciso definir quanto será dispensado do orçamento para esse item.

O interessante é que além de poder encomendar uma cabeceira conforme o que o dono do quarto deseja, é possível criar modelos com materiais reaproveitados ou de fácil acesso. Assim, quem deseja economizar pode deixar a imaginação livre e fabricar a sua própria cabeceira. Além disso, existem diversos tutoriais na internet, chamados de “DIY” (Do It Youself), que em português significa “faça você mesmo”. Esses tutoriais podem servir de inspiração.

Fique atento às dimensões!

Como dito, é preciso que a cabeceira seja maior ou exatamente do tamanho do box em comprimento. Para não errar é importante saber que os tamanhos padrões de cama box são:

  • solteiro (0,88×1,88m);
  • casal (1,38×1,88m);
  • queen (1,58×1,98m);
  • king (1,93×2,03m).

Não há uma altura padrão para a cabeceira, mas é importante que os ocupantes do quarto pensem qual será o seu uso. Assim, se a pessoa gosta de ler antes de dormir, usa o notebook na cama ou gosta de se recostar para ver um filme, é interessante que a cabeceira seja mais alta para maior conforto. Nesse caso é ideal que a altura seja de 90 a 110 cm.

Quem deseja uma decoração mais moderna pode optar por modelos mais horizontais. Já quem procura um estilo de quarto clássico deve escolher modelos mais altos. Se o quarto for pequeno é recomendado que a cabeceira não seja muito alta para não criar a sensação de um espaço ainda menor. Além disso pode-se escolher modelos que ocupem todo o comprimento da parede, o que confere ilusão visual de aumento.

O truque para acertar na cabeceira para quartos com pé direito baixo é escolher um modelo alto, que ocupe toda a altura da parede. O quarto médio (ou proporcional em largura e comprimento) tem como cabeceira ideal o modelo médio, que ocupa o espaço em volta da cama.

Pense na funcionalidade da cabeceira

Um dos tópicos importantes na hora de escolher a cabeceira para o quarto é a sua funcionalidade. Isso porque quem possui um espaço pequeno para acomodar todo o mobiliário precisa pensar em itens que além de bonitos sejam práticos e tenham múltiplos usos.

Nesse caso é possível optar por uma cabeceira que tenha prateleiras ou gavetas, por exemplo. Assim, além de ser um objeto decorativo e confortável para o quarto, a cabeceira garantirá um espaço extra para arrumação, o que é essencial em quartos pequenos.

No entanto, se a cabeceira atrapalhar a circulação é possível que toda a dinâmica do quarto seja prejudicada. Nesse caso é aconselhável aplicar um papel de parede, pintar o espaço acima da cama ou até aplicar adesivos que criem a sensação de cabeceira, o que não ocupará espaço no quarto.

Combine o item com o restante da decoração

O quarto é um local de repouso e deve ser um ambiente aconchegante e agradável. Apesar de ser possível misturar vários estilos, essa prática pode deixar a visão do quarto saturada e a decoração cansativa. Por esse motivo a nossa dica é coordenar o estilo da cabeceira com o restante do quarto.

Afinal, além de ser importante pelas funções que exerce, a cabeceira é um item marcante da decoração. Se o quarto é montado com móveis rústicos, por exemplo, pode-se optar por uma cabeceira de madeira com tons envelhecidos. Já quartos no estilo romântico combinam com uma cabeceira estofada e em cores neutras.

Acertar na escolha da cabeceira da cama é imprescindível para que a decoração do quarto fique harmônica e o ambiente se torne confortável e funcional. Lembre-se que existem opções para todos os gostos e orçamentos, basta procurar ou até criar o modelo ideal.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0